Que tal aproveitar as férias para conhecer São Paulo a pé? Confira 9 passeios

20180718_SAO-PAULO-facebook

O quanto você conhece da cidade que mora? É bem comum as pessoas não terem o costume de viajar dentro da própria cidade e acabam perdendo tanta coisa legal que tem logo ali do lado. Ainda restam muitos dias para o fim das férias. Que tal aproveitar esse tempo que falta para conhecer melhor São Paulo? E não tem melhor maneira de descobrir a cidade do que a pé. Confira oito sugestões de diferentes programas para fazer neste mês:

1) DESCUBRA SÃO PAULO A PÉ

Esse é um passeio a pé por pontos turísticos da região central, como viaduto do Chá, mosteiro de São Bento, sede da prefeitura e biblioteca municipal.

Ele é realizado sempre no último domingo de cada mês. O próximo acontece dia 29 de julho. Não há inscrição e a partida é na rua Martins Fontes, 71 (centro), às 10h.

Informações: https://www.facebook.com/descubrasaopauloape/

2) GIRO CULTURAL NA USP

Dá para aproveitar as férias e visitar pontos importantes do modernismo na cidade, como os museus Paulista e de Arte Contemporânea da USP (Universidade de São Paulo) e o Teatro Municipal. O Giro Cultural acontece todos os sábados, com saída do ônibus às 10h na estação Alto do Ipiranga do metrô, e é gratuito.

Inscrições no site: sinteseeventos.com.br

3) VISITA AO CEMITÉRIO DA CONSOLAÇÃO

Por que não conhecer um lado mais “sombrio” de São Paulo? É possível agendar uma visita guiada ao cemitério da Consolação em dois dias por semana: terças e sextas, às 14h.

O contato deve ser feito até um dia antes pelo e-mail assessoriaimprensa@prefeitura.sp.gov.br. Tem muita obra de arte para ver e história boa para ouvir!

4) IGREJAS DO CENTRO HISTÓRICO

A história da cidade pode ser contada por meio das igrejas do centro histórico, seus detalhes e estilos arquitetônicos. É possível fazer um passeio a pé pelas cinco principais (entre elas a Catedral da Sé e a Igreja de São Bento) toda segunda-feira, às 14h. O preço é de R$ 30 e o ponto de encontro é na rua da Quitanda, 80, próximo ao metrô Sé.

5) TOUR POR VILAS OPERÁRIAS

Apesar de símbolo de modernidade, São Paulo preserva sua identidade em vilas repletas de história, como Maria Zélia (zona leste), dos Ingleses e Economizadora (centro). No total, 16 pontos serão visitados no dia 22 (domingo), com saída às 13h30 na rua Vergueiro, 1.000 (zona sul).

Reserva pelo e-mail passeios@passeiosbaratosemsp.com.br ou pelo WhatsApp (11) 94562-3015. O custo é R$ 75.

6) AVENTURA DO ZOO

Além de ver de perto os animais que vivem no local, os visitantes terão a chance, em julho, de participar de uma expedição guiada por educadores cujo roteiro vai sendo revelado por pistas e dicas próximo dos recintos dos animais.

Zoológico – av. Miguel Stefano, 4.241. Segunda a domingo, das 9h às 17h. Ingressos: R$ 36 (pessoas acima de 12 anos, até 60), R$ 15 (crianças de 6 a 12 anos, idosos acima de 60 anos). Crianças até 5 anos e pessoas com deficiência: grátis.

7) BIBLIOTECA PARQUE VILLA-LOBOS

Uma biblioteca em que o barulho é permitido em quase todos os ambientes – mas que tem espaços tranquilos para a leitura. Inaugurada onde antes funcionava um lixão, a biblioteca  Parque Villa-Lobos tem torneio de videogame, sala de coworking e um acervo com livros, DVDs e jogos. Ela é uma das cinco finalistas do Prêmio Internacional de Biblioteca Pública deste ano, promovido pela Federação Internacional de Associações de Bibliotecas. Vale ir conferir por que.

Av. Queiroz Filho, 1.205; De terça a domingo e feriados, das 9h30 às 18h30

8) CIRCULAR TURISMO

Para quem quer conhecer todos os principais pontos turísticos da cidade de uma só vez, não há opção melhor do que o Circular Turismo. Pelo preço de R$ 40, você embarca num ônibus de dois andares que passa pelo edifício Copan, estádio do Pacaembu, Masp (Museu de Arte de São Paulo), parque Ibirapuera, bairro da Liberdade e Theatro Municipal, entre outros pontos.

O ponto inicial é na praça da República (em frente à Central de Informações Turísticas), às 9h, 11h20 e 14h10, nos dias úteis. Aos sábados, saídas às 8h, 10h30 e 13h30. Aos domingos, às 10h, 12h, 15h e 17h10. O ingresso dá direito ao passeio e também a ingressos para a Pinacoteca e para os museus Afro, Catavento, do Futebol, de Arte Sacra e de Arte Moderna.

Fonte: https://www.metrojornal.com.br/foco/2018/07/14/8-passeios-em-sp-para-aproveitar-ferias.html

BÔNUS: FREE WALKING TOUR

Passeios “gratuitos” feitos a pé estão disponíveis em quase todos os destinos turísticos mundo afora e costumam ser opções mais descontraídas (além de mais baratas) do que tours guiados tradicionais. É claro que eles não são grátis de verdade, afinal, tem um profissional ali trabalhando. Mas o conceito é interessante: os passeios funcionam na base das gorjetas, ou seja, você paga quanto acha que deve, no fim do percurso. Se não gostar, pode simplesmente abandonar o grupo. A empresa Free Walking Tour realiza três passeios temáticos por São Paulo, somente em INGLÊS:

Centro Histórico:
Segundas, Quartas, Sextas e Sábados, às 11h30.
Ponto de encontro: Praça da República, ao lado da CIT (próximo ao Metrô República).
Duração: Aproximadamente 3h30

Avenida Paulista:
Terças, Quintas e Domingos às 15h30
Ponto de encontro: Esquina da Av. Paulista com Rua Augusta, em frente ao Banco do Brasil (próximo ao Metrô Consolação)
Duração: Aproximadamente 3 horas

Vila Madalena:
Terças, Quintas e Domingos às 11h
Ponto de encontro: Esquina da Rua Pinheiros com a Rua Fradique Coutinho (em frente ao metrô Fradique Coutinho)
Duração: Aproximadamente 3 horas

Site: https://www.saopaulofreewalkingtour.com/

Anúncios

Dr. José Carlos abre evento sobre Movimento Constitucionalista de 32

20180709_soldado-constitucionalistaO feriado de 9 de julho marca a data de início do Movimento Constitucionalista de 1932, um dos momentos mais marcantes da história do Brasil. De um lado, o governo provisório de Getúlio Vargas quebrava um acordo ao não convocar a Assembleia Constituinte e, do outro, a oligarquia paulista exigia uma nova constituição. Desde 2006, o Santo Ivo mantém na sede, aberto à visitação pública, um espaço dedicado ao Movimento, o Centro de Memória e Estudos da Revolução Constitucionalista de 1932 – Núcleo Oeste Lapa.

Diretor Geral do Santo Ivo, Dr. José Carlos de Barros Lima atua de forma efetiva em eventos que resgatam a história da Revolução Constitucionalista de 32, além de ser membro da Sociedade Veteranos de 32.

Na última semana, ele esteve em Limeira, no interior de SP, para abrir um evento sobre o Movimento Constitucionalista. “Tenho convicção que o movimento foi crucial para a elaboração da nova Constituição brasileira, promulgada em 1934. A história mostra isso. A Constituição de 1934 foi uma consequência da Revolução de 32, substituindo a de 1891”, explicou no evento.

CLIQUE AQUI para conferir na íntegra como foi o evento em Limeira.

20180709_rev32c

Ligação forte

Dr. José Carlos sempre teve uma relação muito forte com a revolução paulista. Sua família não esteve diretamente ligada ao movimento armado, mas, na época, juntamente com colegas da Faculdade de Direito, seu pai participou do dia a dia do Movimento, levando mensagens para os paulistas. Depois de um tempo, ele se candidatou e participou da Assembleia Constituinte, responsável pela Constituição de 1934. Mas o interesse de Dr. José Carlos pelo assunto começou mesmo em 2004.

“O coronel da Polícia Militar, Luiz Nakaharada, fez uma comemoração pela passagem da data aqui no bairro. Na ocasião, ele me contou que tinha dificuldade em reunir documentos e objetos daquela época. Ele queria saber qual foi a participação de cada bairro de São Paulo no evento, embora os combates não tenham acontecido na cidade. Ele sugeriu que nós criássemos aqui na Lapa um núcleo da “Sociedade Veteranos de 32 – MMDC”. Aceitamos a ideia e criamos o Núcleo Lapa. A partir daí recebemos muitas doações de famílias de veteranos, inclusive de dois ex-combatentes da nossa região. O que eu queria era criar um acervo para facilitar o estudo dos documentos e material daquela época. Quando eu comecei a pesquisar, vi que muita coisa que se falou do movimento não estava de acordo e meu interesse só foi aumentando”, conta Dr. José Carlos.

20180709_rev32b